Área de serviço – Oh my God! (parte 2)

Hum! Minha receita secreta vai revolucionar o mercado e ficarei rica…
Um pouquinho desse químico diabólico vai acabar com todos os peixes no Oceano, mas vai deixar qualquer cozinha brilhando!!!
Oh não! Capitão Planeta, socorro! Esse líquido é extremamente tóxico! Salvem-me!

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Vamos falar sobre drogas? Sem discurso moralista antes de ler esse parágrafo até o final, ok! Não estou fazendo apologia a nada! Mas a cada ida ao supermercado, você CHEIRA. É isso mesmo que você leu. O multiuso, desinfetante, limpa limo… a gente sai cheirando tudo que é pote colorido. Somos atraídos pelas promessas dos efeitos e depois ainda negociamos o preço, né?  Só que aquilo tudo é química da mais alta perversidade e, ou te deixa tonto, ou você fica alterado no estilo “alucinação”. Afinal, pra acreditar que aquele veneno é bom e vai limpar sua casa sem causar danos, só alucinando mesmo!!! Mas pra alegria da nação, temos aqui uma série de receitas mega muito fáceis de fazer, até porque, só levam um ÚNICO ingrediente (oh my god!).

Preparem-se para a casa mais limpa, de forma biodegradável e em conta, que vocês já viram.

YOU CAN DO IT 😀

 

 

Limpeza de chão

Close sexy 😉

Quantos produtos de limpeza você compra para limpar os mais variados pisos da sua casa? Aposto que você tem Veja, água sanitária/cloro e limpa piso perfumado (no mínimo). Quantos reais gastou nessa aquisição e tempo no super mercado escolhendo entre marcas, preço e cheirando tudo também? E se eu te dissesse que você precisa somente de vinagre branco de álcool para todos os pisos da casa? Exatamente!!! Cozinha, banheiro, sala, varanda… se você é dessas pessoas que tem mania de desinfetar tudo, pode confiar no vinagre. Basicamente, as limpezas mais profundas deveriam ser banheiros e cozinha. O vinagre é poderosíssimo. Basta respingar sobre o piso e passar um pano úmido. O cheiro vai evaporar 😉 Se você gosta daquele cheirinho dos produtos, saiba que é tudo super artificial e químico. Vamos refletir: pode passar algum desses produtos na pele, beber ou comer? Não (está no rótulo). É super perigoso para crianças e animais, inclusive deixamos fora do alcance deles, certo? Ok, mas quando limpamos o chão com esses produtos, se não tirarmos beeeeeeem com água depois, entra em contato com os pés e nossa pele absorve os químicos e metais pesados. Fora que aquele tal perfume e o próprio produto em si evaporam no ar e nós inalamos. Durante quantos anos de vida estamos colocando toda essa droga para dentro?

Momento revelação: vinagre pode passar na pele, beber ou comer? SIM! Ou seja, não faz mal 😉 HA! Te peguei!!! Nenhuma contra indicação, antibactericida, desinfetante e tudo mais. Além de ser biodegradável e ter baixo impacto no descarte na água e ser bem mais barato. Caso você ainda esteja desconfiado, vamos relembrar os males do veja aqui link. Lembrando desse doc do Ministério do Meio Ambiente metendo o pau nos produtos link  (por que não proíbem logo?!). Opa, e essa pesquisa aqui que constatou maior índice de doenças em crianças moradoras de casas utilizadoras de água sanitária link  completão do site GreenMe.

_________________________________

Desengordurante e Desinfetante

Ninguém resiste a essa cintura 🙂

Quando precisamos de uma limpeza mais pesada ou específica, mais uma vez o vinagre branco de álcool faz um excelente trabalho. Por ser ácido ele é maravilhoso para tirar gordura. Além disso, sua estrutura também combate bactérias e por isso é considerado um desinfetante.

Se você precisar de um plus, pode usar a receita caseira que disponibilizei no post de cozinha link. Além disso, pode incrementar com o uso do bicarbonato de sódio. Eu já falei bastante dele aqui no blog. Pra não ficar repetitivo, dêem uma olhada nas postagens anteriores e nesse artigo aqui maravilhoso da Ecycle link. Nesse artigo da Earth 911 também tem lista completa de formas naturais de limpeza, combinadas com o vinagre link.

Ou seja, para limpar superfícies, pias, cozinha, banheiro, varanda, ladrilhos, azulejos, tira mofo, dentro do armário, dentro e fora do vaso sanitário… tudo isso e um único produto (com ajuda opcional do Mr. Bicarbo e Sr. Lemon).

_________________________________

Limpa vidro

A verdadeira conquista se dá pelo conteúdo e não pelo rótulo 😀

Bom, eu sei que para limpar vidros e espelhos, o álcool é unanimidade universal. Não é um produto tão ruim assim, em termos ecológicos ou tóxicos para nós. Ele também é um fermentado biodegradável. A questão é que tem sido cada vez mais difícil comprar álcool puro. Infelizmente, muitas pessoas com problemas de vício compravam em supermercados, por conta do preço mais baixo que bebidas convencionais. Então o governo interferiu e as versões passaram a ser perfumadas ou em gel, na intenção de conter esse consumo. Além disso, é bem mais caro que o vinagre. Uma garrafa de álcool custa em média (no RJ) R$8,00. Já o vinagre R$2,00! Para limpar vidro ele também serve lindamente. Você pode diluir na proporção 1 parte de vinagre para 2 partes de água, borrifar e usar um jornal. Caso o vidro ou espelho estejam muito necessitados, diminua para 1/2 a 1/2.

___________________________

Poeira acumulada

Não fica chique, como a dobradura. Mas super funciona.

Agora chegou o baphão! O que fazer com aquele acúmulo de poeira do aspirador de pó ou da vassoura? É compostável!!!!! A boa noticia é que se for pouquinha poeira, dá pra colocar em vasos de plantas. A má noticia é que em maiores quantidades, a única solução é compostagem em larga escala, ou seja a doméstica não serve. No livro “Zero Waste Home” da Bea Johnson, fundadora do termo Zero Waste  e desse movimento todo, ela diz compostar seus tufos de poeira. Também conversei (via live no Instagram) com a Audrey da organização americana sem fins lucrativos Be Zero link e ela também composta. Então, lá fui eu tentar e claro que não deu certo. Como eu tenho dois gatos de estimação, fica difícil não utilizar aspirador de pó (se não eu juro que usaria somente vassoura). É muito pelo, juntamente com poeira (janela aberta o dia todo por causa do calor do RJ e assim entra mais poeira ainda) e não há minhoca que dê conta. Aí eu tentei uma composteira sem minhoca, que faz o processo de decomposição por calor e também não deu certo. Criou uma lama no fundo das caixas e deu mosca. Foi uma trabalheira para transformar tudo em terra fértil. Se você mora em casa e tem composteira de chão, é perfeito! Ou se na sua cidade existe serviço de compostagem em grande escala, como é o caso das gringas deusas do desperdício zero que mencionei acima.

Pelos, poeira e algumas mini folhas que voam da varanda para minha casa.

Hum, mas então o que fazer? Mais uma boa noticia é que a poeira é nada mais nada menos do que partículas de terra, folhas, asfalto, concreto, madeira e tudo que compõe o seu entorno e acaba se deteriorando e soltando mini pedacinhos. Dessa forma, não é tão sério assim descartar. O ideal é que não seja utilizada uma sacola plástica. Assim, evitamos mais um lixo e permitimos que a ação do tempo se encarregue dessa poeira (água, calor, frio e ação do tempo podem levar parte desse descarte a se biodegradar). Então eu faço um balde de jornal, tipo um refil mesmo. Já mostrei esse vídeo da Recicloteca link ensinando e eu dispenso o durex (rs).

Bom de poeira. Pode até jogar umas sementes de mamão dentro pra ajudar, que sabe não nasce uma plantinha!

Caso você não se dê bem com dobraduras, pode posicionar duas folhas de jornal, cruzando as pontas tipo uma estrela. Então vou acumulando nesse refil, dentro do balde e depois descarto no lixo comum. O refil de dobradura fica mais bonitinho, já o jornal solto fica tipo um bombom gigante. Infelizmente, vira rejeito e não tem muito jeito 🙁 . Espero que as cidades do Brasil desenvolvam logo um sistema de compostagem para diminuirmos mais esse detalhe.

 _______________________

Perceberam a quantidade de espaço liberado, só de diminuir os produtos de limpeza? E o dinheiro e tempo no supermercado, escolhendo tudo? Além disso, poluição no meio ambiente, riscos à saúde pela exposição a esses químicos e tudo mais!

Sobre o descarte: A garrafa pet do vinagre é reciclável. Até dá pra fazer vinagre em casa. Mas ainda não testei.

ATENÇÃO: muitas marcas, principalmente de grandes empresas, se aproveitando do termo eco ou sustentável nos rótulos de produtos que nem são tão eco assim. Leiam o rótulo e pesquisem. É mais simples! Ou procurem por marcas de produtores menos, independentes ou caseiros.

Cuidem de mim! Quando as grandes empresas descobrirem que eu existo e estou incentivando vocês a consumirem menos ou nenhum dos produtos deles e que toda a falcatrua dessa galera foi descoberta… aiai… Tudo faz sentido, basta questionarmos e refletirmos um pouquinho.

No próximo post vou falar de Quarto de Serviço – extra. Enfim uma solução para areia higiênica de gato e composteira doméstica. Não morram de ansiedade (huahauhauau)!

Talvez você também goste

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *