Ué, quarto gera lixo? Parte 3

7:30 am – Qual cor eu uso hoje?
8 am – tantas opções…
8:30 am – tic tac tica tac

 

Ritual matinal:

O despertador toca, mas ainda estou num sono profundo, relaxada e ignoro aquele barulho  irritante. Então vem a vontade de ir ao banheiro e eu penso “Que saco, tenho que levantar!”. Continuo na cama “Só mais 5 min, por favor!”. O despertador extrategicamente posicionado perto da porta e bem longe de mim continua tocando e eu… continuo ignorando. A minha bexiga aperta e uma imagem da minha cama toda suja de xixi me estimula a realmente sair da horizontal para a vertical. Desligo o despertador, caminho lentamente (tipo zumbi) até o banheiro e relaxo ao som de xiiiiiiiiiiii. Eu não quero lavar a mão, pois sei que há um espelho acima da pia e não quero me ver. Sinto meu rosto inchado, sei que não está legal… mas a ideia de não lavar a mão me faz lembrar minha mãe me perguntando “Lavou a mão, filha?”. Eu abro os olhos “Meu Deus! Horror!”. Preciso me arrumar e sair “Horror, horror”… escolho uma roupa “Menos horror”, hidrato a pele e passo blush, rímel e delineador “Tô gata!”.

A maquiagem realmente me faz sentir mais bonita. O que me incomoda é o fato de eu me sentir melhor de maquiagem do que sem. Me incomoda uma mão sem esmalte ser considerada menos bonita do que uma com esmalte e mega me incomoda muito eu ser considerada menos feminina ou como alguém que não se cuida, por não fazer uso de cosméticos.  Falando sério, qual homem é enfaticamente criticado por “não se cuidar”? Ele pode ter o cabelo que quiser, vestir o que quiser e vida que segue. Sem discurso feminista aqui, fiquem calmos (parece que hoje em dia, qualquer reivindicação feminina não é levada a sério e é considerada mimimi).  É só que a pressão da indústria da beleza sobre a mulher é massacrante. Olhem esse vídeo – The ugly truth behind beauty magazines link como um dos simples exemplos. O vídeo fala sobre o real conteúdo de uma revista feminina x quantidade de propaganda. Ou seja, ao invés de passar conteúdo, a leitora é bombardeada com imagens de roupas, maquiagens, pele/cabelo perfeitos. Quem aqui nunca viu uma foto dessas e pensou “Ai, quero muito essa base” ou ficou SUPER mal ao experimentar uma calça que não coube, ao invés de simplesmente pegar uma de tamanho maior ou outra modelagem? Chato, gente! Bem chato!

Mais chato ainda é um bando de empresa colocar um bando de coisa tóxica nesses produtos, poluir pra caramba e nem dar a opção de retornar as embalagens. O QUE EU VOU FAZER COM AQUELE TUBO DE RÍMEL VAZIO????? 

Continue Reading